integracao-lavoura-pecuaria

A importância do planejamento forrageiro.

0 71

As áreas de pastagem se configuram na maior cultura agrícola do Brasil, ocupando mais de 172 milhões de hectares, aproximadamente 20% da área agriculturável do nosso território . Assim, o pasto é o alimento quase que exclusivo de um rebanho de aproximadamente 180 milhões de cabeças, tendo em vista as estimativas de que 97% dos animais abatidos são alimentados somente com pastagens. Porém, Apesar da inegável importância das pastagens nos sistemas pecuários brasileiros, levantamentos citam que 80% das pastagens cultivadas se encontram em algum estado de degradação.

Ao longo desse processo extrativista, as grandes áreas degradadas aparecem como resultado de uma sucessão de erros comumente cometidos pelos pecuaristas, como: a escolha errada da espécie ou cultivar de planta forrageira a ser implantado, o manejo inadequado das plantas forrageiras, a exaustão da fertilidade e a falta de conservação dos solos. O manejo inadequado das plantas forrageiras está invariavelmente ligado à negligência com uma das condições básicas para o desenvolvimento sustentável de um sistema pecuário, a adequação entre o suprimento e a demanda de alimentos, resultando normalmente em situações de ocupação excessiva de áreas de pastagens e conseqüente superpastejo. Um dos principais obstáculos para a correção desse problema é o fato de a alimentação de animais em pastagens resultar da combinação de processos biológicos complexos que determinam a produção e utilização da forragem.

Para contornar esses problemas a pecuária brasileira tem adotado sistemas extensivos de produção. Assim, sistemas pastoris com baixas taxas de lotação apresentam baixa eficiência de colheita da forragem, resultando em acúmulo de forragem suficiente para tamponar variações inesperadas na produtividade da pastagem, e eventuais efeitos negativos no desempenho animal.

Essa opção, apesar do baixo risco, tem levado a índices de produtividade e rentabilidade muito pequenos e nos últimos anos à substituição da pecuária por outras atividades agrícolas conforme indicam os dados preliminares do último censo agropecuário segundo o qual a área de pastagens diminuiu 3% na última década enquanto a área de agricultura aumentou 83%.

 

FONTE: BEEFPOINT

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Faça-nos uma visita.
Rua Antônio de Paula Nunes, Nº 1274,
Centro, (Frente ao Idaron) – Cacoal RO

.
Telefone: 069 9253 4246 (Claro)
9604 4152 (Vivo) | 8161 0620 (Tim)